Mundo de ilusões
Home Mensagem MEUS TEXTOS
Arquivo Theme
Procurando encontrar uma direção nesse mundo de ilusão.
Só.
Espero que não caminhe rente a multidão.
Surda e muda é sem visão. fingem não prestar atenção
Quanto estão amordaçados pela manipulação.
E por mais que eu tente é sempre.
Diferente o que a alma sente o que a mente entende
Pouco a gente entende, pouca gente entende
O que é relevante... ultimamente tão distante
Mais descrente do que antes fez-se o povo ignorante
Nesse instante pessoas brilhantes crescem nas favelas
Em um instante ideias brilhantes morrem atrás de telas
Nas novelas em um anúncio de tv,
Monitores que amenizam dores, falsos amenizadores
Procuro me dar mais um tempo pensar no futuro esfriar minha cabeça respirar fundo, quem sabe
Além do mundo, eu mesmo me iludo, finjo que esqueço de tudo
No momento eu só penso em fazer um som pra viver
Fecho os olhos pra não ver, permito não perceber
A frieza urbana, fraqueza humana, modo que voa a semana
Tempo que engana cidade que esgana sistema que explana sua forma tirana enquanto,
Se eu me desligasse até podia enxergar nós na Bahia, eu e você,
Sendo abençoados por um novo dia
Parece até ironia hoje ser só nostalgia que preenche um espaço no meu peito em lacunas vazias.
Dias de agonia, distancia judia a mente cria na melancolia mil filosofias
Me alivia.
Mesmo que por pouco tempo a dor beneficia, hoje o sofrimento virou poesia...
O tumblr era muito frequentado a um tempo atrás, agora só restaram os fiéis.
Me dê noticia de você, eu gosto um pouco de chorar, a gente quase não se vê, me deu vontade de lembrar. Me leve um pouco com você, eu gosto de qualquer lugar, a gente pode se entender e não saber o que falar. Seria um acontecimento, mas lógico que você some, no dia em que o seu pensamento me chamou; eu chamo o seu apartamento, não mora ninguém com esse nome, que linda a cantiga do vento; já passou. A gente quase não se vê, eu só queria me lembrar, me dê noticia de você, me deu vontade de voltar.
Chico Buarque.      (via romantizar)
Eu nunca disse que não sentia, aliás, nunca disse nada. E esse foi o meu erro, ter guardado para mim o que eu tinha vontade de gritar para o mundo inteiro.
Pedro Pinheiro.     (via reativada)
Vivo de carências.
Johnny.  (via farpear)
Citação 111

docismo:

O maior grito é o silêncio.

Charles Chaplin

Vou morrer de tanto viver
— Filipe Ret (via devaneios-dos-poetas)
Vou morrer de tanto viver
— Filipe Ret (via devaneios-dos-poetas)

Mulheres são como maçãs em árvores.
As melhores estão no topo.
Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão,
que não são boas como as do topo,
mas são fáceis de se conseguir.

Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas,
quando na verdade, eles estão errados…

Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar,
aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore.

— Machado de Assis
Precisamos desatar,
nós
eu
você
Precisamos reatar,
eu
você
nós
Precisamos organizar,
1 eu, 2 você, 3 nós
— Thamíris Andrade, A ordem certa (via thamirisandrade)

Agora lá fora a tempestade está feia, trovões, ventos fortes, gotas grandes de chuva fazem barulho no teto. A história se repete quando falo de sentimentos. Um furacão, devastador chamado Amor, e como a tempestade lá fora, eu sei que ele vai passar. Talvez deixando estragos que precisam se reconstruídos, até a próxima tempestade, o que me ensina a tomar certas precauções, mas cada uma tem uma característica. Às vezes chove forte, às vezes o vento sopra e carrega para longe, às vezes os raios conturbam o momento, deixando insegurança… Mas a verdade é que mesmo atrás disso tudo, tem uma nova história esperando por mim. E sol volta a nascer.

 Se eu falasse para ele, o quanto eu estou com medo agora, ele diria que a vida é assim mesmo, que tempestades vão e vem,  vezes piores, outras não. E eu tenho que acostumar com isso. Coloquei na minha cabeça, que em todos os outros gestos e conselhos, ele errou, mas nesse ele está certo. A verdade é que ele sorri quando eu estou sendo histérica, e eu sou sempre histérica. E que de fato, ele sabe me aconchegar em seus braços e fazer com que tudo fique em silêncio. Ele sabe sussurrar o apelido Amor em meus ouvidos, de maneira que se torne único, mesmo sendo banal. A verdade mais caótica, é que por mais que ela fique calma, lá fora, aqui dentro, a tempestade sempre volta o que me faz ter medo de que chegue depressa o dia que ele me deixará sozinha nela, o que faz chover forte aqui dentro, até dói.

O que ele diria agora, é que estou fazendo drama, afinal de contas, a gente nem sabe se vai terminar. Talvez a gente seja um daqueles casais eternos, que os jovens vivem fantasiando ser. Uma casa de frente para o mar, um alguém pra se amar, talvez filhos para criar. E ao virar das paginas, tudo que nos recorde seja vitórias. O dia em que vencemos a chuva, o vento e os raios. E finalmente os dias de sol, os que nos beijamos por ai, deixando lembranças de mãos dadas, em parques, bares e lares. Fotografias. Nossa bondade, a vontade de estar perto, e fazer o certo. De deixar marcas nos corações das pessoas, e ter amigos que sorriem por saberem que podem contar com nós.

De todos com ele eu só quis o bem, e parei um pouco de pensar em mim, comecei a pensar nas vezes que perdi por ser assim, até escrevi sobre isso no meu diário: “Não se deve mudar por ninguém, mas por acaso você conhecer um alguém, e naturalmente sentir-se melhor, de outra forma, seja melhor consigo, lembre” Eu sendo melhor comigo, saio bem com as outras pessoas, o que faz a minha volta ter sentimentos mais leves, e dias equilibrados.  Sem calor, sem frio.

Dele também gosto do beijo, da forma que seus lábios tocam os meus, fazendo automaticamente minha mão sobrepor seu peito e sentir a emoção que causo em seu corpo, e saber que não é só desejo, é desejo, é amor e é um conjunto quase perfeito, de tudo que eu sempre desejei. Gosto de como ele faz minha pele arrepiar espontaneamente como se uma pedra de gelo escorresse por minha nuca. 

Gosto de como ele deseja que seja duradouro ou eterno, tudo isso, mesmo que pareça besteira daqui a alguns meses, ele está por completo nessa, e isso é o que eu sempre quis.

E a verdade é que enquanto meu pensamento estava nele, a tempestade lá fora perdeu a sua proporção, a intensidade continuava a mesma, mas parei de dar atenção aos seus detalhes medonhos. E comecei a sonhar com o sorriso dele, e os olhos fininhos, juntinhos, me observando, isso fez parar de chover aqui dentro também. O que me faz ter esperança, que eu e ele não fomos apenas um sonho, existiu. E controlou aqui dentro por um tempo.

— Thamíris Andrade, Não foi apenas um sonho.

1


Theme